Assine e navegue sem anúncios [+]

Londrina tem quase 500 cadastros para vacinação de adolescentes

Jovens de 12 a 17 anos com comorbidades foram cadastrados para se vacinar contra a Covid-19 , novos agendamentos dependem da chegada de mais imunizantes

Simoni Saris - Grupo Folha
Simoni Saris - Grupo Folha

 

Isaac Fontana/FramePhoto/Folhapress
A Prefeitura de Londrina também retomou, no sábado, a aplicação das primeiras doses após a vacinação ser interrompida, no último dia 7, por falta de vacinas
Isaac Fontana/FramePhoto/Folhapress A Prefeitura de Londrina também retomou, no sábado, a aplicação das primeiras doses após a vacinação ser interrompida, no último dia 7, por falta de vacinas | Isaac Fontana/FramePhoto/Folhapress
 



Quase 500 adolescentes de 12 a 17 anos de idade com comorbidades foram cadastrados para vacinação contra a Covid-19 em Londrina. Entre a noite de quinta-feira (9), quando o procedimento foi liberado pela Secretaria Municipal de Saúde, e o sábado (11), 489 cadastros desse público entraram no sistema. Os dados não foram atualizados pelo município neste domingo (12). O agendamento para essa faixa etária será autorizado de acordo com a chegada de doses do imunizante.  


A Prefeitura de Londrina também retomou, no sábado, a aplicação das primeiras doses após a vacinação ser interrompida, no último dia 7, em razão da falta de vacinas. Atualmente, a imunização está disponível para a população com idade acima de 21 anos. Segundo o último vacinômetro divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde, na terça-feira (6), 375.890 londrinenses foram vacinados com a primeira dose, 12.176 receberam imunizante de dose única e 167.554, completaram o esquema vacinal com as duas doses. 


NÚMEROS DA COVID-19 


Londrina acumula 78.550 casos positivos de infecção pelo novo coronavírus desde o início da pandemia.  Neste domingo, foram confirmados mais 223 diagnósticos positivos pela Secretaria Municipal de Saúde. As mortes subiram para 2.023 com mais um óbito registrado no município decorrente de complicações causadas pela Covid-19.  

 

A morte foi de uma mulher de 56 anos de idade que recebeu o diagnóstico positivo para a doença no dia 1 de setembro e faleceu no último sábado. Segundo o boletim, ela sofria de comorbidades. 

 

Os casos ativos seguem elevados, com 713 pessoas infectadas no momento, no município. A maior parte deles, que somam 586 pessoas, está em isolamento domiciliar e os outros 127 encontram-se internados em instituições de saúde. Desses, 51 estão em UTI e 76, em leitos de enfermaria. Há ainda 91 pessoas aguardando resultado de exames, classificadas como casos suspeitos.  


A taxa de ocupação nos leitos do SUS exclusivos para o tratamento da Covid-19 voltou a crescer em Londrina. Na UTI adulto, dos 104 leitos disponíveis, 95 estavam ocupados neste domingo, um índice de 91%. Nas enfermarias, estavam sendo utilizados 118 leitos dos 136 existentes, uma taxa de 87% de ocupação. Na UTI pediátrica, onde há cinco leitos disponíveis, todos estavam vagos.  


PARANÁ 


A Sesa (Secretaria de Estado de Saúde) confirmou 1.954 novos casos de Covid-19 no Paraná e 54 mortes, elevando para 1.471.763 o número de paranaenses infectados pelo novo coronavírus desde o início da pandemia e totalizando 37.859 óbitos decorrentes de complicações da doença. Os dados do boletim diário divulgado pela Sesa são referentes aos meses ou semanas anteriores e não representam as notificações realizadas nas últimas 24 horas. 


Entre os 54 pacientes que tiveram a morte confirmada por Covid-19 no boletim desde domingo, 23 eram mulheres e 31, homens, com idades que variam de zero a 92 anos. Os óbitos ocorreram no período de 30 de junho a 10 de setembro de 2021. 

  

  

 

 

 

 

 

 

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo