|
  • Bitcoin 202.739
  • Dólar 5,4587
  • Euro 6,1923
Londrina

Geral 5m de leitura Atualizado em 14/01/2022, 20:40 assinante

Londrina inicia vacinação de crianças

Primeiras dez doses serão aplicadas neste sábado (15) e campanha segue na segunda (17)

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 14 de janeiro de 2022

Vitor Ogawa - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

O secretário estadual da Saúde, Beto Preto, anunciou que acompanha neste sábado (15) o começo da campanha da vacinação contra a Covid-19 em crianças em Londrina. O Paraná recebeu e distribuiu nesta sexta-feira (14) 65,5 mil imunizantes para atender os públicos prioritários dessa faixa etária. A 17ª Regional de Saúde de Londrina recebeu 5.150 doses, das quais 4.800 para as crianças de 5 a 11 anos e 350 para as indígenas. O voo com o carregamento chegou em Londrina às 19h20. 

Imagem ilustrativa da imagem Londrina inicia vacinação de crianças
|  Foto: Isaac Fontana/FramePhoto/Folhapress
 

De acordo com informações da Sesa, as dez primeiras doses serão aplicadas neste sábado (15), às 9h30, no Centrolab, na região central. A campanha segue na segunda-feira (17), no Centro de Imunizações da Zona Norte. 

Uma força-tarefa foi organizada pelo governo do Estado para acelerar a distribuição das 65,5 mil vacinas pediátricas contra a Covid-19 recebidas na tarde desta sexta-feira (14) para as 22 Regionais de Saúde. As doses chegaram no Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar) às 14h45 e menos de duas horas depois o primeiro lote já estava a caminho do Interior com o apoio aéreo da Casa Militar. 

“Mesmo com o atraso na entrega das doses por parte do Ministério da Saúde, definimos uma logística para conseguirmos descentralizar estes imunizantes logo que chegassem ao Paraná”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto. 

A distribuição com as aeronaves do governo do Estado atende as Regionais de Saúde de Foz do Iguaçu, Cascavel, Toledo, Umuarama, Maringá, Campo Mourão, Cianorte, Paranavaí, Londrina, Apucarana e Jacarezinho. Por meio terrestre seriam atendidas as Regionais de Paranaguá, Metropolitana, Ponta Grossa, Irati, Guarapuava, União da Vitória, Pato Branco, Francisco Beltrão, Cornélio Procópio, Telêmaco Borba e Ivaiporã. 

“Precisamos fazer a vacina chegar até o braço dos paranaenses, seja a segunda dose, a dose reforço e principalmente as novas doses para as crianças. Estamos enfrentando um momento difícil novamente e temos que bater na tecla da vacinação”, acrescentou Beto Preto. 

Neste primeiro lote, a Sesa distribuiu as doses segundo a estimativa do governo federal para população indígena e o restante para os grupos prioritários seguindo o escalonamento do Ministério da Saúde. Para otimizar a logística de envio, o Cemepar também separou um novo envio do medicamento Oseltamivir (Tamiflu) com 96.450 cápsulas recebidas do Ministério da Saúde. O remédio é indicado no tratamento da Influenza. 

Os pais ou responsáveis que registraram as crianças com doenças pré-existentes ou deficiência terão que apresentar a documentação comprobatória na secretaria municipal de Saúde, na avenida Theodoro Victorelli, 103. No envelope terão que estar a declaração médica e cópia dos documentos da criança. Um plantão para receber os papéis será feito neste sábado, das 7h às 14, na sede da pasta. 

Segundo a Secretaria de Saúde a expectativa é abrir o agendamento para a aplicação da primeira dose nas crianças neste fim de semana no site (www.londrina.pr.gov.br/). A vacinação do público infantil será exclusivamente no Centro de Imunização da Zona Norte e a criança, obrigatoriamente, terá que estar acompanhada do pai ou do responsável legal. 

Mais de 16 mil pessoas entre 5 a 11 anos foram cadastradas no município para receber o imunizante. “Nosso planejamento é que consigamos avançar bastante até o retorno das aulas, para que as crianças possam ter um ano letivo seguro, para que voltem para a escola da maneira adequada. Nos próximos dias e semanas novas remessas devem chegar”, projetou Felippe Machado, secretário municipal de Saúde.

EFICAZ E SEGURA 

Criticando a politização criada em torno do tema, Machado fez um apelo para que as famílias busquem a vacina anticovid para os filhos. “A vacina passou por todas as análises, por todos os testes, assim como todas as outras vacinas. A partir do momento em que a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) faz a liberação é porque a vacina cumpriu todos os requisitos de segurança, eficiência, eficácia e de proteção a pessoa”, destacou.(Colaborou Pedro Marconi)

instagram

ÚLTIMOS POSTS NO INSTAGRAM