Londres, 01 (AE-DOW JONES) - A Bolsa de Londres fechou hoje (01) com o índice FT-100 em alta de 22,4 pontos (0,36%), em 6.290,9 pontos. O volume alcançou 1,8 bilhão de ações negociadas. Depois da queda de ontem, o mercado londrino abriu em alta e o FT-100 chegou a subir 98 pontos; mais tarde, o índice passou a recuar e recuperou-se depois da abertura positiva em Nova York.
As ações da indústria de materiais de construção Blue Circle foram o destaque do pregão; elas subiram 5,7%, depois de a empresa recusar uma oferta de aquisição de 3,4 bilhões de libras feita pelo grupo francês Lafarge. No setor bancário, a diretoria do NatWest aconselhou os acionistas a rejeitarem as ofertas de aquisição feitas pelo Bank of Scotland e pelo Royal Bank of Scotland. As ações do NatWest caíram 2,53%, as do Bank of Scotland recuaram 3,47% e as do Royal Bank of Scotland fecharam em queda de 3,09%. No setor de telecomunicações, as ações da Vodafone Airtouch subiram 6,35%, devido à expectativa de que seja bem sucedida sua oferta "hostil" pela alemã Mannesmann.
Na Bolsa de Paris, o índice CAC-40 avançou 113,61 pontos (2 01%), para fechar em 5.773,42 pontos. Segundo a Dow Jones, o mercado francês foi liderado pelas ações de mídia e tecnologia. As ações do grupo Vivendi subiram 5,2%, em meio especulações sobre uma aliança com a News Corp. de Rupert Murdoch. As da Canal Plus, da qual a Vivendi controla 49%, subiram 15%. As ações do grupo Lafarge caíram 1,8%, depois de a Blue Circle britânica rejeitar sua oferta de fusão.
Na Bolsa de Frankfurt, o índice Xetra-DAX subiu 214,86 pontos (3,14%) e fechou em 7.050,46 pontos. Operadores disseram que o mercado viveu um dia de repique técnico, depois da forte queda de ontem. As ações da Mannesmann subiram 4,8%, devido ao sentimento de que a aquisição da empresa pela Vodafone Air touch acabará acontecendo. As da Deutsche Telekom avançaram 7,4%, depois de a companhia anunciar que deverá listar ações de sua unidade de internet.