São Paulo, 01 (AE) - Uma liminar concedida hoje pela juíza substituta da 22.ª Vara da Justiça Federal de São Paulo, Mônica Altran Machado Nobre, suspendeu a divulgação dos resultados de um teste com 17 marcas de preservativos masculinos. O teste, feito pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), seria divulgado à imprensa nesta quinta-feira.
A liminar foi solicitada por uma das empresas fabricantes de preservativos reprovada nos testes. Até a noite de hoje o Idec tentava cassar a liminar. Foram testados 6.731 preservativos nacionais e importados. Seis das marcas analisadas são produzidas no Brasil e 11 em países como Japão, Índia, Malásia, Espanha, Tailândia, México e Coréia.