Líder rejeita aumentar teto duplex8/Mar, 15:03 Por Tânia Monteiro (enviada especial) Lisboa, 08 (AE) - O líder do governo na Câmara, Arnaldo Madeira (PSDB-SP), disse há pouco que não considera politicamente viável aumentar o "teto duplex", (teto salarial máximo do funcionalismo público de R$ 11,5 mil que permite a acumulação de aposentadoria de igual valor). "O sentimento da opinião pública é contrário a isso", disse o líder, que acompanha o presidente Fernando Henrique Cardoso na viagem a Portugal. Segundo Madeira, na semana que vem o assunto será amplamente discutido e admitiu que, politicamente, será muito difícil qualquer tipo de entendimento. "De um lado precisamos limitar o teto do salário do funcionalismo para acabar com os absurdos e de outro lado ver como se resolvem questões como a estrutura do salário entre o Judiciário e o Congresso Nacional" disse o líder. Para Madeira, no momento em que o governo tiver os argumentos adequados para anunciar o novo do salário mínimo, a opinião pública terá condições de reconhecer qual é o valor mais adequado para o teto salarial do funcionalismo.