CáRDENAS, Cuba, 03 (AE-AP) - Uma representante do Conselho Nacional de Igrejas reuniu-se nesta segunda-feira (03) com o pai de um garoto cubano de seis anos de idade resgatado do mar para discutir os esforços para que os Estados Unidos devolvam a criança.
"Ficamos embaraçados porque isto demorou demais", disse a religiosa Joan Brown Campbell, ex-secretária-geral do conselho, após chegar a Cuba no fim da noite de ontem. "Nós achávamos que a criança já estaria de volta a essa altura."
Campbell chegou na manhã de hoje à casa do pai do garoto em Cárdenas, a cerca de duas horas de carro saindo de Havana, passou por repórteres e entrou na casa sem fazer comentários.
Autoridades norte-americanas deram a custódia do menino, Elián Gonzalez, a seu tio-avô paterno em Miami no fim de novembro, após ele ser resgatado na costa da Flórida. A mãe de Elián morreu em uma aparente tentativa de imigrar ilegalmente para os Estados Unidos.