Agência Folha,
de São Paulo
Cerca de 20 homens armados com metralhadoras, fuzis e granadas invadiram ontem o parque temático Hopi Hari, em Vinhedo (16 quilômetros de Campinas), e roubaram R$ 500 mil em dinheiro e cheques, além de armas dos seguranças.
O assalto aconteceu à 1 hora, quando havia 20 funcionários no local. De acordo com informações da Polícia Civil, o grupo entrou pelo alambrado do parque e rendeu todos os funcionários, deixando-os em um depósito no prédio administrativo enquanto arrombavam o cofre. A ação durou mais de três horas, segundo a assessoria de imprensa do Hopi Hari.
Os assaltantes fugiram em dois carros de funcionários do parque. Os veículos foram encontrados perto do Shopping Serra Azul, que fica próximo ao parque, na rodovia dos Bandeirantes.
Segundo o delegado da Polícia Civil de Vinhedo, Marcel Trevisan, responsável pelo inquérito, há suspeitas de que os homens sabiam como funciona o esquema de armazenamento de dinheiro. De acordo com a assessoria de imprensa do Hopi Hari, o montante roubado equivale ao dinheiro arrecadado anteontem, quando 16 mil pessoas estiveram no local.
A assessoria de imprensa do Hopi Hari informou que o parque irá aumentar o número de seguranças durante a madrugada de 20 para 60 homens. Outra medida adotada pela administração do parque será aumentar o número de vezes que o carro-forte vai retirar dinheiro da tesouraria do parque, evitando assim outros roubos dentro dos parques.
Um funcionário da empresa Generall, que faz segurança no parque, afirmou que o problema no local não é a falta de homens e sim o fato de não existirem muros cercando o parque nem reforços na segurança, como por exemplo a presença de cães.