Brasília, 01 (AE) - O Banco do Brasil (BB) conseguiu ontem na justiça mineira mais uma vitória numa batalha jurídica que vem travando com a Mendes Junior em função de empréstimos concedidos a esta empresa para o desenvolvimento de projetos no Iraque. O consultor jurídico do BB, João Otávio de Noronha, informou que o Tribunal de Alçada de Minas Gerais determinou que a Mendes Junior deve ao banco e, portanto, tem a obrigação de quitar o débito que atualmente chega aos R$ 1,5 bilhão.
O próprio consultor, no entanto, lembrou que a empresa mineira tem o direito de recorrer da decisão junto ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), onde já está sendo julgada uma outra ação sobre o mesmo caso. "Estamos ganhando por 2 votos a 1 neste outro julgamento", disse Noronha.
A Mendes Junior vem alegando que estava no Iraque a serviço da União e que ela é que seria a verdadeira devedora do BB. "Eles querem que a União pague a dívida e depois procure recuperar o dinheiro do governo do Iraque", explicou o consultor jurídico do BB. Ele, no entanto, acha que esta tese é inviável na prática. "Não há como o governo do Iraque pagar isso", afirmou.