Sorocaba, SP, 10 (AE) - O juiz Fausto José Martins, da 1ª Vara Cível de Sorocaba, concedeu liminar hoje em ação movida pelo Sindicato dos Revendedores de Gás de Campinas e Região determinando a suspensão da comercialização do Gás Liquifeito de Petróleo (GLP) em 140 pontos de venda de Sorocaba e cidades da região. Segundo o sindicato, os estabelecimentos que sofreram o embargo, entre eles duas distribuidoras regionais, não tinham o certificado do Departamento Nacional de Combustível para operar e vinham funcionando apenas com o alvará municipal. O juiz fixou multa diária de um salário mínimo em caso de descumprimento da liminar. De acordo com o sindicato, apesar da interdição desses estabelecimentos, não deverá ocorrer problemas no abastecimento de gás domiciliar.