Juiz quer dados sobre fortuna de Stroessner O juiz brasileiro Antonio Lloizio Barros Baston, do Rio de Janeiro, solicitou ao Paraguai uma cópia do processo por enriquecimento ilícito e tráfico de influências aberto contra Gustavo Stroessner Mora, filho do ex-ditador Alfredo Stroessner, segundo fontes judiciais. Gustavo vive exilado junto com o pai em Brasília, desde a queda da ditadura em 1989, e enfrenta no Rio de Janeiro um processo de divórcio, iniciado por María Eugenia Heikel. A solicitação da Justiça brasileira revela que Gustavo Stroessner declarou insolvência para dividir seus bens com a mulher. María Eugenia Heikel estima que o marido, do qual se separou em 1993 em Brasília, oculta uma fortuna de entre US$ 300 milhões e US$ 500 milhões e que grande parte desta soma está depositada em centenas de contas bancárias secretas na Suíça.