Miami, 10 (AE-AP) - Uma juíza de Miami disse que tem autoridade no caso do garoto cubano Elián Gonzalez e emitiu uma ordem de proteção temporal.
Com a ordem, o caso passa do Serviço de Imigração norte-americano para um tribunal e o regresso de Elián para Cuba entra em um período de incerteza.