São Paulo, 01 (AE) - A Procuradoria do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em São Paulo entra amanhã (02) na Justiça Federal com 128 ações contra empresas acusadas de não repassar R$ 31 milhões para a União, valor referente a contribuições previdenciárias recolhidas dos funcionários. As ações de depósito serão distribuídas nas Varas Cíveis Federais. Por meio delas, o INSS espera levantar os recursos retidos ilegalmente por empresários do setor de veículos, máquinas, confecções e educacional. Ao todo, a Previdência é credora de R$ 20 bilhões nos processos em andamento nas Varas de Execuções Fiscais. A Fazenda Nacional é credora de outros R$ 37 bilhões em tributos não recolhidos.