Campinas, SP, 02 (AE) - A prefeitura de Indaiatuba (SP) pretende instalar um sistema de circuito fechado de TV sofisticado para "vigiar" ruas e avenidas da cidade 24 horas por dia, a exemplo do que está sendo feito em Vinhedo, cidade da região. O objetivo é facilitar o trabalho da polícia, que poderá acompanhar o movimento de veículos e pedestres por monitores de vídeo. Para viabilizar o projeto, orçado em R$ 1,2 milhão, o prefeito de Indaiatuba, Reinaldo Nogueira (PDT), fará parceria com empresários.
A idéia é instalar os equipamentos em 12 vias de chegada e saída do município e na região central. O sistema terá 36 computadores e 75 câmeras capazes de aproximar em até 128 vezes a imagem. Em Vinhedo, o sistema é mais simples e permite, além da visualização de veículos e pessoas, a comunicação entre terminais da Polícia Militar e Guarda Municipal. Já foram instaladas 32 câmeras no centro e outras 16 no portal de entrada da cidade.
Vinhedo é opção de rota para Valinhos e Campinas e de fuga do pedágio. O pacote de segurança custou R$ 80.000,00, na primeira fase, e deve dobrar quando totalizar 120 câmeras em outras regiões com maior circulação. Em Indaiatuba, o projeto será bancado por empresários e industriais e deve começar a operar em abril. Para isso, está prevista a instalação de 120 quilômetros de fibra ótica. O coordenador-geral da Associação de Segurança e representante da MXT Seguros, João Martini Neto, disse que já aderiram ao projeto empresas como a Gessy Lever, Toyota, General Motors e Metal Leve. As 30 escolas municipalizadas de Indaiatuba já têm circuito fechado de TV.