Igreja programa retiro para os católicos que preferem não cair na folia2/Mar, 20:15 Por Adriana Ferreira Rio, 02 (AE) - Aqueles que não gostam do batuque da festa de Momo e preferem aproveitar o feriado prolongado para momentos de meditação e oração terão à sua disposição retiros e missas realizados durante o período, no Rio. A exemplo dos outros anos, será promovido um retiro no Maracanãzinho de sábado ao dia 7, sob a coordenação da Renovação Carismática. Segundo estimava da Arquidiocese do Rio, são esperadas 25 mil pessoas por dia. O retiro organizado pelo Movimento de Renovação Carismática completa dez anos. Denominado "Rio de água Viva", esse encontro cristão teve início no colégio Nossa Senhora da Piedade, em Piedade, na zona norte. Com o crescimento, foi transferido para o Maracanãzinho. "A nossa expectativa é grande cada ano que passa aumenta o número de pessoas que comparecem ao retiro", diz um dos organizadores do encontro, Almir Belarmino. O evento, gratuito, começará sábado, às 8 horas, e terminará na terça-feira, às 16 horas, com uma missa celebrada pelo bispo-auxiliar do Rio, d. Rafael Llano Cifuentes, que representará o cardeal d. Eugênio Sales. "Com tanta injustiça e violência, reunir, em pleno carnaval, tanta gente com esperança na mudança da sociedade é a glória", comenta Belarmino. O padre Eduardo Dougherty, da Associação do Senhor Jesus virá especialmente de São Paulo para o retiro. Esta confirmada ainda participarão do encontro d. Alano, bispo de Nova Friburgo, d. Werner, bispo de Nova Iguaçu, além de d. Rafael. Não é necessário fazer inscrição prévia. Missa - A programação prevê sete palestras cujos temas serão: Encarnação de Jesus Cristo, Redenção, Perdão, Reconciliação, Santificação, Efusão no Espírito Santo e Celebrar a Glória de Deus. Sempre às 11h30, haverá a bênção do Santíssimo Sacramento. A oração do terço ocorrerá todos os dias. A programação diária será encerrada com uma missa. A Arquidiciose do Rio também vai promover retiros espirituais em outros locais, como as paróquias. Por recomendação do cardeal d. Eugenio Sales, as paróquias e capelas realizarão "atos de desagravo" em relação ao carnaval, como Horas Santas, exposição e bênção do Santíssimo Sacramento. A cerimônia oficial da Arquidiocese do Rio para a Quarta-Feira de Cinzas será uma missa na Catedral de São Sebastião, na Avenida Chile, no centro, às 18 horas, celebrada pelo bispo-auxiliar d. Augusto Zini. Nessa data, será iniciada a Quaresma e anunciado o início da Campanha da Fraternidade de 2000.