|
  • Bitcoin 240.019
  • Dólar 5,5349
  • Euro 6,3186
Londrina

Geral 5m de leitura Atualizado em 20/11/2021, 01:57

Hospital da Zona Norte espera desativar leitos de Covid-19 até dezembro

Cenário é o mesmo no HU, que vai continuar sendo referência no tratamento da doença para 91 municípios da região

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 19 de novembro de 2021

Rafael Machado - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

A diminuição de internações por Covid-19 permitiu que o Hospital da Zona Norte (HZN) desativasse mais 15 leitos exclusivos para a doença na última quinta-feira (18). Agora, a unidade tem 25 espaços específicos para esses pacientes. Se a atuação do coronavírus permanecer como a atual no Paraná, a expectativa é desmontar a estrutura criada até o dia 1º de dezembro. 

Nos momentos críticos da pandemia, como em março deste ano, o hospital chegou a contar com 80 leitos para casos de média complexidade. O atendimento absorvia a demanda da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Jardim Sabará e de outros municípios do Norte do Estado. "Já tínhamos desativado 40 em agosto, o que possibilitou a retomada gradual das cirurgias", destaca o diretor geral do HZN, Reilly Lopes. 

Imagem ilustrativa da imagem Hospital da Zona Norte espera desativar leitos de Covid-19 até dezembro
|  Foto: Gustavo Carneiro/Grupo Folha
 

O HU (Hospital Universitário) de Londrina vive a mesma realidade. Referência no tratamento de pacientes graves para 91 municípios da região, o órgão poderá desativar 50 dos 100 leitos de UTI e 45 dos 96 de enfermaria disponíveis hoje exclusivos para Covid-19. "A desativação deve ocorrer até janeiro. Recuamos, mas estamos atentos aos números", afirma a superintendente da unidade, Vivian Feijó. 

Segundo a representante, não há data para que o HU deixe de ser referência para a doença na região de Londrina. "A Sesa (Secretaria Estadual de Saúde) pode habilitar novamente os leitos se o cenário epidemiológico piorar. Estamos acompanhando os indicadores", diz. No domingo passado, o boletim emitido diariamente mostrou que o Paraná não registrou nenhuma morte pela doença desde abril de 2020. 

De acordo com a diretora da 17ª Regional de Saúde, Maria Lúcia Lopes, o desligamento total dos leitos do Hospital da Zona Norte fará com que os casos sejam encaminhados para o HU. 

instagram

ÚLTIMOS POSTS NO INSTAGRAM