Agência Estado
De São Paulo
Cláudio Campos Gonçalves, de 44 anos, gerente de operações da Telefónica, foi baleado na recepção do Hotel Embaixador, onde estava hospedado. O hotel está localizado na Rua Bernardino de Campos, 22, Vila Mariana. De acordo com Elipis Faria, recepcionista do hotel, o assaltante entrou no local por volta das 21h30 de anteontem e rendeu a recepcionista Maria Lúcia de Oliveira.
Ela avisou o bandido que a ação estava sendo gravada pelo circuito interno de vídeo. O homem, então, arrancou a câmera instalada na parede e a fita de vídeo que estava dentro do videocassete, além de todos os fios que estavam à vista. Mas a fita roubada não era a que registrava as ações na recepção.
Em seguida, o assaltante rendeu cinco hóspedes e roubou seus pertences. Depois, os trancou, juntamente com a recepcionista, num quartinho. Ele já estava indo embora quando assustou-se com a presença de Cláudio na recepção, que procurava a recepcionista, e atirou contra o funcionário da Telefónica. O tiro, disparado de uma arma calibre 22, atingiu a barriga de Cláudio, que chegou a ser levado ao hospital Vergueiro, onde morreu.
O gerente morava na cidade de Santos e estava em São Paulo a trabalho. O hotel e a delegacia liberaram a fita do circuito interno para emissoras de televisão.