Davos, 29 (AE) - O governador do Rio, Anthony Garotinho (PDT), deve se reunir hoje à noite em Davos, na Suíça, com o presidente da Colômbia, Andres Pastrana, para discutir uma atuação conjunta no combate ao narcotráfico. "Os lideres do tráfico no Rio recebem armamentos da Colômbia e estamos tentando estreitar a nossa colaboração com aquele pais", disse Garotinho
que está participando do Fórum Econômico Mundial.
O governador do Rio disse que as recentes prisões de traficantes, como a do Marcelo PQD ontem (28) em Gravataí, no Rio Grande do Sul, são resultado do serviço de inteligência da polícia militar. "Estamos tentando nos aproximar da polícia paraguaia para prendermos o Fernandinho Beira-mar", afirmou Garotinho. "Mas o problema é que importantes setores da polícia paraguaia estão ligados ao tráfico."
Garotinho foi uma das cem pessoas convidadas para o Fórum Econômico Mundial na condição de Líderes Globais para o Futuro. Hoje de manhã, o governador do Rio reuniu-se durante meia-hora com o presidente do Banco Central, Armínio Fraga. Na segunda-feira, Garotinho vai se reunir com empresários da Grã-Bretanha e da França interessados em investir nos setores de telecomunicações e energia no Rio. Ele retorna ao Brasil na quinta-feira (03)