Frota de ônibus na capital paulista deverá aumentar por conta da reabertura


TAYGUARA RIBEIRO
TAYGUARA RIBEIRO

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) A capital paulista deverá ter um aumento na frota de ônibus na próxima semana, de acordo com o prefeito Bruno Covas (PSDB). Com a reabertura parcial de alguns setores econômicos na cidade de São Paulo, a demanda pelo transporte público deverá aumentar nos próximos dias.

Segundo Covas, as empresas de ônibus em São Paulo foram orientadas a deixar 2.000 ônibus preparados para serem inseridos no sistema de transporte municipal conforme ocorra um crescimento no número de passageiros.



A informação foi dada pelo prefeito durante entrevista coletiva, nesta sexta-feira (29), no Palácio dos Bandeirantes, na zona sul, ao lado do governador do estado, João Doria (PSDB), em que foram anunciadas novas medidas de combate à pandemia do novo coronavírus.

Segundo a Secretaria de Transportes Metropolitanos, gestão Doria, não existe previsão de mudança imediata nas operações do Metrô e da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos).

A pasta afirma que o fluxo de passageiros será analisado diariamente e o número de trens de cada uma das companhias será ajustado se for notada necessidade.

A cidade de São Paulo foi incluída na zona laranja da quarentena pela gestão João Doria (PSDB). Com isso, poderão abrir, entre outros, lojas de rua, shoppings, escritórios, concessionárias e atividades imobiliárias.

Bares, restaurantes, salões de beleza e academias de ginástica continuam sem permissão para abrir.



As atividades econômicas, segundo Covas, só serão liberadas depois de análise de normas da Vigilância Sanitária. A prefeitura vai publicar decreto até domingo (31), regulamentando os pré-requisitos para a reabertura.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Tudo sobre:

Últimas notícias

Continue lendo