Brasília, 6 (AE)- O presidente Fernando Henrique Cardoso
e o ministro da Agricultura, Pratini de Moraes, devem lançar no dia 19 um novo programa de ampliação das linhas de crédito para o setor agrícola. Agora pela manhã, Pratini de Moraes, o ministro da Casa Civil, Pedro Parente, e o presidente do Banco Central, Armínio Fraga devem fechar os últimos detalhes do pacote de medidas para o setor.
Conforme a Agência Estado antecipou no dia 30 de dezembro, entre as medidas a serem lançadas estão a criação da Cédula do Produto Rural (CPR), de liquidação financeira, e a criação de um fundo para possibilitar que os agricultores cooperem nos mercados futuro e de opções. O pacote de medidas deverá ser chamado de "Empreendedor Rural". Atualmente o Banco do Brasil já utiliza CPRs para determinados produtos agrícolas, mas a liquidação do título é feita com a entrega do produto ao qual o título é last reado. A CPR com liquidação financeira permitirá que outros agentes do mercado financeiro apliquem no segmento agrícola, mas realizem a liquidação do título sem a necessidade da entrega do produto. Isso permitirá, na visão do governo, ampliar o volume de recursos a serem destinados ao financiamento da produção agrícola no País. A criação do fundo de investimento de mercados futuro e de opções permitirá, por sua vez, que os agricultores brasileiros utilizem essas operações para fazer defesa de preços (hedge).