Festas online aplacam isolamento e reforçam laços de amizade na quarentena


SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - "A internet nos aproxima o tempo todo, mas só quando perdemos o contato físico é que percebemos o quanto faz falta", diz a vendedora Ingrid Gazzetta, que foi surpreendida com uma festa de casamento virtual organizada pelos amigos.

O casamento de Ingrid com o empresário Eddy Oliveira estava marcado para o último domingo (22). Seguindo as recomendações de distanciamento social, em meio à pandemia do coronavírus, o casal adiou a celebração.



Naquele que deveria ser o dia de seu casamento, Ingrid estava em casa de pijama, chateada, até que recebeu uma chamada de vídeo, via Messenger, de um dos padrinhos de casamento. A ligação veio no momento em que a festa aconteceria. "E eles estavam todos lá, todos os nossos amigos, cada um em sua casa."

Para Danilo Azevedo, que participou do evento online, foi o "afeto posto em prática". Ele conta que os amigos próximos se organizaram ao longo da semana para surpreender o casal, testando os diferentes aplicativos que poderiam ser utilizados.

Festas de casamento e de aniversário e cervejadas universitárias são exemplos de eventos que foram transferidos para os ambientes virtuais ao longo desses últimos dias.

Além das redes sociais mais populares, como Facebook, outras plataformas estão sendo utilizadas. O app para reuniões remotas Zoom, adotado pelas universidades norte-americanas como alternativa para continuar o ano letivo, foi baixado por mais de 12 milhões de usuários no mês de março. Desses, 290 mil downloads foram feitos por brasileiros, após o avanço do coronavírus no país.

Mas o Zoom não é a única opção para quem quer estar um pouco mais perto dos amigos e familiares nesse momento.

A reportagem conversou com pessoas que organizaram e participaram de eventos virtuais. São unânimes em dizer que esses encontros aplacaram o isolamento dos usuários, reforçando laços de afeto entre familiares e amigos.

João Huber, estudante de economia e administração da USP, teve que retornar a Pirapora do Bom Jesus, cidade de seus pais no interior de São Paulo, após a suspensão das aulas na semana passada.

Ele veio há quatro anos para a capital para estudar e, ao longo desse período, nunca deixou de frequentar a Quinta e Breja, tradicional festa da Escola de Comunicação e Artes (ECA), da USP.

A Quinta e Breja -ou QiB como é conhecida entre os alunos-- é uma cervejada semanal que ocorre na chamada Prainha, a área externa da ECA. Reúne estudantes de todas as faculdades do campus nas noites de quinta-feira.

Percebendo que a festa deixaria de ocorrer, Huber e o amigo Allan Aoki resolveram lançar o evento WebQiB. "A princípio, não tinha nenhum planejamento para comemorar realmente a WebQiB. Fizemos mais como forma de zoar esse momento de quarentena", afirma Aoki.

A brincadeira, contudo, reverberou, e o evento ganhou proporções de uma Quinta e Breja "real", com um número de convidados confirmados similar ao de quando ocorre na Cidade Universitária, no Butantã.

Huber conta que passou, então, a avaliar as possibilidades de plataformas que poderiam comportar tantos usuários online ao mesmo tempo. Descartou o Zoom pelo fato de ser pago e não conseguia encontrar a opção ideal.

"Para minha surpresa", diz ele, "a construção do rolê virou algo colaborativo, o que foi a parte mais legal."

Alunos da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) e da própria ECA construíram ambientes de interação na plataforma Habbo Hotel, uma comunidade virtual na qual usuários fazem o próprio avatar pixelado. Assim, podem transitar por diferentes espaços que, por sua vez, oferecem diversos tipos de atividades que vão de competições artísticas a simples bate-papos, passando por playlists compartilhadas.

A WebQiB contou com quatro ambientes virtuais diferentes -Prainha, Festeca, Esquenta e Fumódromo- e, em esquema de rodízio, teve até 75 usuários online em cada espaço.

Para Huber, a festa virtual foi um alento em meio à quarentena. "Eu e o Allan viemos do interior e sentimos a diferença da socialização em São Paulo. Então, a QiB sempre foi uma oportunidade de 'estar em casa', de poder socializar como é fora da capital. O que aconteceu agora na WebQiB foi o inverso, trouxe a realidade de São Paulo até a gente, que estava isolado."

A atriz Bianca Lopresti não quis deixar seu aniversário passar em branco. Ela, que optou pelo isolamento social nesse momento, sempre gostou de fazer do dia do aniversário algo especial, por isso esperava comemorar com amigos e familiares.

Fez um convite e divulgou para todos em suas redes sociais. A família preparou cenas de teatro, música e dança para apresentar aos convidados.

No dia da festa, Bianca fez uma transmissão ao vivo no Instagram e também disponibilizou um link para o Zoom, no qual as pessoas poderiam interagir de forma mais direta, via webcam e microfone. "Foi uma anarquia total, cada um entrou e saiu quando queria. Foi o aniversário mais populoso que eu já fiz."

Os convidados estavam em várias cidades e estados diferentes do país e todos brindaram o aniversário de Bianca.

"Me senti dançando no apocalipse. Acredito que desse jeito atravessaremos o caos com mais alegria."

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Continue lendo


Últimas notícias