Stuttgart, Alemanha, 27 (AE) - O mercado brasileiro de veículos comerciais deve retomar o crescimento este ano, recuperando parte da queda registrada nas vendas em 1999. A expectativa é do executivo Dieter Zetsche, reponsável pela divisão de caminhões, ônibus e vans da DaimlerChrysler, associação entre a alemã Mercedes-Benz e a norte-americana Chrysler.
Zetsche previu um aumento de 10% nas vendas de caminhões no País este ano. Para os segmentos de ônibus e vans, as expectativas de crescimento são de 32% e 22%, respectivamente. "Nós vemos claros sinais de recuperação e achamos que o governo está fazendo um bom trabalho em direção à austeridade e a redução do déficit público", afirmou.
O faturamrento global da divisão de veículos comerciais do grupo em 1999 foi de US$ 26 bilhões, um crescimento de 15% em relação a 1998. As vendas da DaimlerChrysler na América Latina nestes segmentos, entretanto, apresentaram redução de 23% em 1999. Para o executivo alemão, o desempenho ainda é reflexo da crise asiática.
Em 1999, a Mercedes-Benz vendeu no Brasil 16 mil unidades de caminhões, 6 mil ônibus e 6 mil unidades de van Sprinter. A participação da empresa no mercado brasileiro foi de 36%, 67% e 30% nos três segmentos, respectivamente.