Agência Folha
Do Rio
O ex-governador do Rio e assessor especial da Presidência da República, Wellington Moreira Franco, teve seu apartamento no Leblon (zona sul do Rio) assaltado na madrugada de ontem por seis homens. Segundo Moreira, ele ouviu ruídos na porta da frente, por volta da 1h30, e suspeitou de um assalto. Imediatamente, telefonou a um amigo e lhe pediu que chamasse a polícia. Em seguida, de acordo com ele, os seis homens entraram no apartamento e renderam o ex-governador, sua mulher, Clara, e a empregada. ‘‘Eles perguntavam pelo cofre, que eu não tenho. Não me reconheceram e, quando me perguntaram o que eu fazia, falei que era sociólogo’, contou Moreira.
A polícia chegou ao local às 2h20 e encontrou os criminosos ainda no apartamento. Quatro deles se entregaram sem reação, e dois teriam fugido. Estão presos Osmar Pereira Bezerra, 18, Carlos Henrique de Macedo, 21, José Márcio dos Santos Araújo da Silva, 18, e B.L.M.F.M., 17. No depoimento dos acusados, segundo o ex-governador, eles disseram que entraram pela garagem, aproveitando a saída de um morador. Esperavam que outro carro entrasse para rendê-lo e assaltá-lo. Como nenhum chegou, decidiram subir à cobertura.
Moreira Franco disse que os assaltantes, que portavam uma pistola, não foram violentos.