Washington, 01 (AE-AP) - O presidente do Iraque, Saddam Hussein, é um "ditador louco" com uma queda por construir palácios, um líder que distribui uísque a seus subordinados para mantê-los felizes e que ignora as necessidades do povo iraquiano.
Esta foi a forma como o líder iraquiano foi descrito pelo porta-voz do Departamento de Estado dos Estados Unidos, James P. Rubin, que ridicularizou a noção de que as sanções da ONU são responsáveis pelo sofrimento do povo iraquiano.
"Saddam tem andado ocupado construindo palácios, incluindo cinco em Bagdá e um em Tikrit, sua terra natal. Ao todo, são nove palácios em fase de construção", afirmou Rubin. "Estes palácios custam bilhões de dólares, dinheiro que o governo do Iraque deveria estar gastando para suprir as necessidades de seu povo".
Rubin afirmou também que os líderes iraquianos estão promovendo uma verdadeira bebedeira, "como comprova a chegada de navios lotados com bebida alcoólica". "O regime de Bagdá está consumindo mais de 10.000 garrafas de uísque, 350.000 latas de cerveja e 700 garrafas de vinhos por semana", disse o porta-voz. Ele baseou sua afirmação com fotografias áreas, algumas das quais apresentadas durante a entrevista coletiva.