Estudantes com deficiência auditiva vão ter acesso à tecnologia do SUS

O prazo máximo para efetivar a oferta ao SUS é de 180 dias

Agência Brasil
Agência Brasil

Os estudantes com deficiência auditivo, de qualquer nível acadêmico, vão poder usar a tecnologia do Sistema de Frequência Modulada Pessoal, do SUS (Sistema Único de Saúde), para o tratamento de sua dificuldade de auditiva.


.
. | Rogerio da Silva/Secom/Divulgação
 


A decisão do Ministério da Saúde consta da Portaria nº 3, de 19 de fevereiro, publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (20). O prazo máximo para efetivar a oferta ao SUS é de 180 dias, a contar a partir de hoje.



O relatório de recomendação da Conitec (Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde) sobre essa tecnologia está disponível no site do Conitec.



O relatório diz que "o Sistema FM é considerado uma alternativa dentre outros materiais e recursos da tecnologia assistiva utilizados por alunos com deficiência auditiva, visando auxiliar a integração educativa-escolar".

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Continue lendo


Últimas notícias