Estelionatário é preso em hotel com documentos falsos De Curitiba Policiais civis de Curitiba prenderam em flagrante anteontem Dyllam Muniz de Queiroz. Ele foi autuado por estelionato, falsificação de documento e falsidade ideológica. Com ele foram apreendidos vários cheques preenchidos do Banco do Brasil, duas carteiras de identidade e comprovantes de declaração de renda e de endereços falsificados. Queiroz foi preso porque se recusou a pagar uma conta de R$ 980,00 em um hotel onde ficou hospedado, no centro da cidade. No quarto em que ele ficou foram encontrados pela polícia documentos usados para abrir contas bancárias e uma lista de empresas onde ele iria fazer compras com cheques das contas-fantasmas. A polícia está procurando João Leme do Prado, acusado de ter aplicado um golpe estimado em R$ 200 mil. Conforme o delegado Josmair Franco de Camargo, ele enganava pessoas interessadas em se aposentar. O caso vem sendo investigado desde o ano passado, quando algumas das 400 vítimas que ele teria enganado prestaram queixa policial.