Teresina, 29 (AE) - Os sete juízes federais da Secção Judiciária do Piauí mantêm-se em "estado de greve". O diretor do Fórum, juiz Roberto Veloso, afirma que a concessão de liminar garantindo auxílio-moradia de R$ 3 mil "é apenas um paliativo".
"Essa medida (liminar) não resolve a nossa situação e, por isso, os juízes federais do Piauí não se desmobilizaram", afirmou Veloso. Todos os juízes do Piauí trabalham no mesmo prédio e, por isso, todos os dias, eles encontram-se para discutir as questões salariais.
O juiz diz que somente o estabelecimento de um teto salarial de R$ 12.720,00 resolveria de vez o impasse sobre os salários dos magistrados.
"Nós estamos dispostos à greve porque queremos que seja cumprida a Constituição, com o estabelecimento do teto salarial, porque, com a liminar do auxílio-moradia, se criou uma bola de neve porque todo mundo agora quer a equivalência salarial."