Brasília, 8 (AE) - O secretário do Tesouro Nacional, Fábio Barbosa, e o procurador-adjunto da Fazenda Nacional, Carlos Eduardo da Silva Ribeiro, terminaram há pouco, na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado (CAE), seus depoimentos sobre os critérios de renegociação das dívidas mobiliárias do Estado de Pernambuco e do Município de São Paulo para pagamento de precatórios judiciais. Barbosa fez um rápido histórico sobre todo o programa de refinanciamento de dívidas mobiliárias e contratuais de Estados e municípios com a União e afirmou que tanto a renegociação da dívida em títulos, no Estado de Pernambuco e no Município de São Paulo, para pagamento de precatórios estão dentro dos critérios definidos pelo Senado.
O secretário ressaltou ainda que está disposto a comparecer novamente à Comissão de Assuntos Econômicos para dar maiores esclarecimentos com relação a dívida do município de São Paulo, assim que a comissão avaliar detalhadamente o contrato assinado no final do ano passado. O procurador-adjunto da Fazenda Nacional, Carlos Eduardo da Silva Ribeiro, informou que esse contrato foi enviado ontem ao presidente Fernando Henrique Cardoso e que deve ser encaminhado logo depois à CAE.