São Paulo, 17 (AE) - Em assembléia realizada hoje(17), os funcionários da Sabesp decidiram suspender a greve da categoria iniciada há uma semana. Sexta-feira, o Tribunal Superior do Trabalho (TST) considerou a greve abusiva e exigiu o imediato retorno dos empregados ao trabalho. A presidente do sindicato, Elizabeth Tortolano, alega que a categoria já tinha decidido pela continuidade do movimento quando o TST declarou a greve abusiva e não podia voltar atrás sem outra assembléia. Agora, os trabalhadores querem retomar as negociações com a Sabesp.