Emboscada deixa dezenas de soldados russos mortos na Chechênia3/Mar, 17:59 Moscou, 03 (AE-ANSA) - As forças federais russas perderam em um só dia 38 soldados, a mais grave perda desde o início do conflito na Chechênia, numa emboscada armada por um grupo de separatistas contra um batalhão da OMON, as tropas selecionadas do Ministério de Interior russo. Uma dezena de combatentes chechenos surpreenderam ontem à noite um pelotão de 98 soldados da OMON em Piervomaskoie, um bairro de Grozny, em uma operação que, segundo a versão do comando russo, foi cuidadosamente preparada. Os independentistas chechenos passaram uma vez mais à ofensiva e afirmaram controlar novamente três aldeias, uma no sudoeste de Grozny, a capital chechena conquistada pelas tropas russas há um mês, e duas localidades importantes nas montanhas do sul, onde Moscou anunciou alguns dias atrás que as operações estavam praticamente concluídas. Moscou desmentiu categoricamente a tomada das aldeias. O porta-voz do Kremlin para a Chechênia, Sergei Yastrzhembsky, disse tratar-se de "desinformação deliberada", mas admitiu as duras baixas na emboscada dos subúrbios de Grozny, ontem à noite.