Belo Horizonte, 09 (AE) - O embaixador do Brasil em Londres e presidente da Associação dos Países Produtores de Café (APPC), Sérgio Amaral, disse hoje, em Belo Horizonte, que o aumento da produção nos principais países produtores poderá reduzir a volatilidade do mercado. Dessa forma, Amaral defendeu a concentração de esforços do Brasil na promoção do produto brasileiro no exterior e a busca de novos mercados, como Rússia e China, para competir e enfrentar o aumento da produção nestes países.
Conforme o embaixador, a Colômbia que possui uma produção bem menor do que a brasileira, costuma obter uma receita adicional de US$ 20 bilhões, com a promoção e exportação do café. Sérgio Amaral considerou positiva a medida adotada pelo ministro da Agricultura, Pratini de Morais, em destinar este ano R$ 6 milhões para promover o produto brasileiro, e disse esperar que o setor privado também participe.
Quanto à estimativa de safra divulgada pela Unicafé esta semana (situando a produção brasileira em 31 milhões de sacas), o embaixador foi taxativo: "há muita especulação sobre a safra brasileira e acredito que a única estimativa que deveria ser levada em consideração é a da Embrapa".