Elza Soares é a estrela do desfile das escolas do Grupo de Acesso A3/Mar, 13:33 Por Beatriz Coelho Silva Rio, 3 (AE)- A cantora Elza Soares é a estrela do desfile das escolas do Grupo de Acesso A, amanhã (4) à noite, no sambódromo, puxando o samba da Acadêmicos de Cubango, a nona a passar no sambódromo, por volta de 3h30m da madrugada. Ela está certa de que a escola vai vencer e voltar ao Grupo Especial. "Foi o que aconteceu há 20 anos, quando puxei samba pela última vez", lembra Elza, que se vestirá discretamente, escondendo as formas perfeitas. "Quem exibe roupa é passista e destaque, cantora anima a escola com o samba." Elza nasceu dentro de uma escola, a Mocidade Independente de Padre Miguel. Até fazer sucesso, nos anos 50, ela viveu na Vila Vintém, em Bangu, na zona oeste da cidade, reduto da agremiação. Um de seus maiores sucessos, inclusive, é o samba em homenagem à verde e branco e ao mestre André, o da bateria, aquele que inventou a paradinha, hoje obritatória em todo desfile. "Não saio mais Mocidade porque sou caprichosa", diz a cantora sem maiores comentários. Mas ela voltaria com gosto ao Salgueiro (onde cantou o hit O Mundo Encantado de Monteiro Lobato), à Mangueira (de onde saiu Mistérios e Lendas do Abaeté) e na Império Serrano (da qual ela gravou o samba Heróis da Liberdade, de Silas de Oliveira, considerado o mais bonito feito até hoje). "Hoje o samba está mais rápido, menos cadenciado e não dá para o passista evoluir nem o cantor suingar muito", comenta ela."Mas estou aí renovando o samba porque, como diz o título da música do Chico Buarque para mim, sou Dura na Queda."