Quito, 10 (AE-DOW JONES) - O ministro de Finanças do Equador, Alfredo Arizaga, confirmou que o país moverá em direção à dolarização total da economia, mas haverá uma etapa inicial na qual será utilizada uma taxa de câmbio fixa.
"O processo de dolarização do Equador terá duas etapas", disse Arizaga em uma entrevista à televisão local. Nesta primeira etapa, o Equador manterá uma cotação fixa de 25.000 sucres por dólar.
Na segunda fase, o país fará um enxugamento dos sucres em circulação, que só poderão ser usados em transações com valores pequenos.
O Equador só entrará na segunda fase da dolarização quando o Congresso aprovar uma série de medidas econômicas que serão enviadas, em breve, pelo governo.
Arizaga afirmou que há cerca de US$ 400 milhões em sucres em movimentação no mercado e que as reservas cambiais do país equivaliam a US$ 900 milhões. "Essa proporção mostra que não haverá problemas em trocar sucres por dólares", disse Arizaga.
Os títulos resultantes da renegociação da dívida equatoriana, os PDIs, dispararam no mercado internacional, com os investidores mostrando que apoiaram a decisão do governo em dolarizar a economia.
Os PDIs estavam acima de 25 centavos de dólar nesta manhã, de uma cotação média de 23 centavos de dólar na sexta-feira.