Deputado quer acarear comerciante com responsáveis por laboratórios denunciados3/Mar, 17:10 Por Evandro Fadel Curitiba, 03 (AE) - O deputado federal Íris Simões (PTB-PR), que presidiu a subcomissão da CPI dos Medicamentos encarregada de tomar o depoimento do comerciante Anderson Donizeti de Lima, em Curitiba, disse hoje que pretende propor à comissão a convocação de Lima para uma acareação com os responsáveis por laboratórios e distribuidoras que denunciou. Esses laboratórios teriam-lhe entregue remédios bonificados. Junto com esse pedido, que deve ser apresentado na comissão no dia 14, ele também incluirá um requerimento para que a CPI aprove a solicitação de quebra dos sigilos telefônico, fiscal e bancário dos dez maiores laboratórios e distribuidoras nacionais. Segundo Simões, todos os deputados da subcomissão vão assinar o requerimento a ser apresentado. Lima foi preso na semana passada, em Curitiba, por estar comercializando produtos roubados. Ele responde a processo em liberdade. Proprietário da rede Bella Farma, o acusado listou em sessão sigilosa da subcomissão alguns laboratórios dos quais recebiria medicamentos bonificados. Ele chegava a receber até três vezes mais remédios do que constava na nota. "Há indícios de sonegação fiscal", disse Simões. "O doente passa a ser instrumento para isso". O deputado afirmou que o envio de medicamentos às farmácias em volume superior ao pedido dá origem à "empurroterapia". "Mas a farmácia é areia na onda", disse. "Tem que chegar em quem produz e distribui". Para Simões, o proprietário da Bella Farma "tem mais coisas para dizer".