|
  • Bitcoin 239.744
  • Dólar 5,5349
  • Euro 6,3186
Londrina

Geral 5m de leitura Atualizado em 24/11/2021, 19:07

Defesa descarta pedir liberdade de acusado de matar namorada grávida

Crime ocorreu em Bandeirantes, mas suspeito está detido em Londrina por conta de tentativa de linchamento

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 23 de novembro de 2021

Vitor Struck - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

Embora tenha negado ser autor da morte da ex-namorada Larin Kathleen Oliveira da Silva, 22, o principal suspeito do crime, Fernando Amaro de Oliveira, 24, não pediu à Justiça para aguardar o desenrolar das investigações em liberdade. De acordo com a  defesa, o objetivo é resguardar a segurança dele, segundo o advogado que defende o acusado, Odair Buzato.

Para a Polícia Civil de Bandeirantes, cidade onde ocorreu o crime, existiram indícios suficientes para a expedição do pedido de prisão
Para a Polícia Civil de Bandeirantes, cidade onde ocorreu o crime, existiram indícios suficientes para a expedição do pedido de prisão |  Foto: Arquivo Folha
 

Para a Polícia Civil de Bandeirantes (Norte Pioneiro), cidade onde ocorreu o crime, existiram indícios suficientes para a expedição do pedido de prisão. O suspeito foi preso no dia 17 de novembro e chegou a ser alvo de uma tentativa de linchamento durante uma manifestação de amigos, familiares e conhecidos da vítima. 

Conforme apurou a FOLHA na tarde desta terça-feira (23), a Polícia Civil de Bandeirantes ainda aguarda a conclusão do exame de corpo de delito na vítima, cujo corpo foi encontrado na noite do dia 15 de novembro em estado avançado de decomposição. O corpo foi encontrado em uma estrada rural no bairro Água Branca três dias depois do desaparecimento. Além de ter sido localizado com um ferimento causado por um disparo na cabeça, a jovem teve o abdômen aberto e o feto, retirado.

Larin estava grávida de três meses e o feto não foi encontrado. Já o corpo da vítima foi encaminhado para o IML (Instituto Médico Legal) de Jacarezinho e a família ainda aguardava a liberação para realizar o sepultamento. 

De acordo com o delegado de Bandeirantes, Michel Araújo, a conclusão das perícias que foram solicitadas nos veículos do suspeito e da atual namorada dele serão importantes para o esclarecimento dos fatos. Entretanto, esse trabalho ainda não começou. Ele também solicitou que perícias nos aplicativos de mensagens instantâneas deles fossem realizadas.  

“Estamos aguardando o resultado de algumas perícias que ainda não foram juntadas. Temos ainda alguns dias para a conclusão do inquérito policial e algumas informações não podem ser divulgadas no momento", disse à FOLHA.  

No entanto, familiares da jovem Larin Kathleen Oliveira da Silva disseram que o ex-namorado não havia encarado bem a notícia de que ela estava grávida. De acordo com eles, Larin estaria pedindo que a jovem interrompesse a gravidez. Fernando Amaro teria até adquirido remédios abortivos. 

O advogado Odair Buzato preferiu não comentar detalhes sobre o caso. "Popularmente ele foi condenado, mas é preciso aguardar os laudos", concluiu.

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1

instagram

ÚLTIMOS POSTS NO INSTAGRAM