CPI do Narcotráfico investiga eventuais falhas na fiscalização de cargas8/Mar, 17:43 Por Zuleide de Barros (especial para a AE) Santos, SP, 08 (AE) - Cinco deputados da Comissão da Assembléia Legislativa de São Paulo que investiga o narcotráfico estarão em Santos amanhã (09). Eles vão se reunir com o presidente da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), Wagner Rossi, chefes da fiscalização da Alfândega e da Polícia Federal para obter informações sobre eventuais falhas na fiscalização de cargas no Porto de Santos, que estariam facilitando o contrabando de drogas por intermédio de contêineres. O deputado estadual Conte Lopes (PPB) acredita que existem muitos pontos falhos na fiscalização, uma vez que só 2 a 3% das cargas são vistoriados. Ele também questiona o número de apreensões de drogas realizadas no cais. É a segunda vez que os deputados estaduais vêm a Santos. De acordo com o presidente da CPI do Narcotráfico, Dimas Ramalho (PPS), já existe uma lista de possíveis envolvidos que, por enquanto, têm seus nomes mantidos em sigilo. As apurações de amanhã (09) serão comandadas pelo deputado Cabo Wilson (PSDB), que é sub-relator da CPI para a área de portos. Também confirmaram presença o vice-presidente Elói Pietá (PT), os deputados Conte Lopes (PPB), Rosmary Corrêa (PMDB), e Milton Vieira (PL).