Brasília, 23 (AE) - A CPI dos Medicamentos aprovou há pouco, por unanimidade, a convocação da primeira dama de São Paulo, Nicéa Camargo, para depor na próxima terça-feira (28), às 10h30. O relator, deputado Ney Lopes (PFL-RN), deixou claro que Nicéa "não terá palco para fazer política municipal". O depoimento dela deverá se restringir a denúncias referentes a preços de medicamentos. Na terça à tarde irão depor na CPI vários envolvidos nas denúncias de Nicéa. O principal deles é Jorge Pagura que é o secretário municipal de Saúde de São Paulo e, conforme Nicéa, teria se beneficiado com irregularidades.