Covas irrita-se com manobra de Estados para diblar lei3/Mar, 17:23 Por Clayton Levy Campinas, SP, 03 (AE) - O governador de São Paulo, Mário Covas (PSDB), reagiu com irritação hoje à manobra que pelo menos três Estados adotaram para driblar a legislação e conseguir crédito sem conhecimento do Banco Central (BC) e sem o aval da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado. Documento comprovam que acordos ilegais firmados com a Petrobras permitiram ao Paraná, Pernambuco e Mato Grosso do Sul receber antecipadamente, em 1999, cotas do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) no valor total de R$ 260 milhões. Covas disse ter ficado surpreso com a informação. "Acho que sou tonto porque nunca descobri isso", disse Covas, referindo-se à manobra efetuada pelos três Estados. "Nunca tive essa colher de chá", completou. Perguntado sobre se estava indignado com a atitude dos governadores envolvidos, ele foi irônico: "Indignado não; também quero descobrir o caminho das pedras."