Karachi, 12 (AE-AP) - Em protesto pela grande quantidade de oficiais militares em seu tribunal, um juiz da Suprema Corte do Paquistão não aceitou examinar as acusações de traição e sequestro de avião apresentadas contra o ex-primeiro-ministro Nawaz Sharif.
O juiz Shabir Ahmed ordenou a prisão de vários oficiais presentes na corte. Ahmed adiou o julgamento até 17 de janeiro e retornou o caso a uma instância inferior.