São Paulo, 6 (AE) - O novo corregedor interino do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), o delegado Edgar Apparecido Lázaro, de 64 anos, disse ontem (5) que quer aproximar-se da força-tarefa que apura as irregularidades do órgão. "Quero gerar uma certa intimidade com a equipe para podermos trabalhar e dar uma resposta à sociedade."
Ele disse que seu nome foi indicado por um consenso entre o delegado-geral da Polícia Civil, Marco Antonio Desgualdo, o secretário de Segurança Pública, Marco Vinício Petrelluzzi, e o diretor do Detran, José Francisco Leigo. Ele assume o cargo na segunda-feira e pretende reunir-se com a equipe da força-tarefa.
Lázaro admite que o momento é delicado. Dois integrantes da força-tarefa, o promotor José Carlos Blat e o ex-corregedor do Detran, o delegado Antonio Mestre Júnior, foram afastados por ter em seus nomes carros licenciados e transferidos sem a quitação dos débitos. "Mas vamos retomar a marcha para prosseguir com a finalidade específica de apurar as irregularidades."
Delegado de classe especial, Lázaro está na polícia há 32 anos. Até dia 31, era o delegado-regional de Jundiaí, onde ficou por cinco anos. Iria para a Corregedoria da Polícia Civil e tiraria férias quando foi designado para a Corregedoria do Detran. Já atuou em pelo menos três Circunscrições Regionais de Trânsito (Ciretrans), na Praia Grande, em Santos e São Vicente.