Sorocaba, SP, 1 (AE) - A Viaoeste - Concessionária de Rodovias do Oeste de São Paulo - foi condenada a pagar indenização ao comerciante Roberto Carlos Felizberto, de Sorocaba, que teve seu automóvel Pálio atacado por uma vaca, em agosto de 1988, na Rodovia Raposo Tavares (SP-270). O trecho onde aconteceu o acidente, no quilômetro 83, está sob concessão à Viaoeste desde abril daquele ano. A decisão foi dada pelo Colégio Recursal do Juizado Especial Cível da Comarca, em caráter definitivo.
Segundo Felizberto, ele trafegava pela rodovia quando, ao sair de uma curva, deparou-se com a vaca na pista. Ao tentar desviar, o animal investiu contra o automóvel, amassando a lataria em vários pontos. A vaca atacou ainda uma picape S-10 que passava pelo local. O conserto da lataria ficou em R$ 2 mil na época. Felizberto tentou um acordo com a Viaoeste mas, sem conseguir êxito, recorreu ao Juizado Especial, que atende a causas cujo valor não ultrapasse a 40 salários mínimos. Os quatro juízes que deram a sentença entenderam que a responsabilidade por manter a pista livre de animais é da Viaoeste. O juiz relator, Eduardo Velho Neto, recordou que a empresa comprometera-se, ao assinar o contrato de concessão, transformar a Raposo em uma via "do Primeiro Mundo". A assessoria da Viaoeste informou que a decisão do Conselho Recursal será analisada pela sua consultoria jurídica.