Brasília, 1 (AE) - A comissão de Ética do Senado arquivou há pouco os processos por quebra de decoro parlamentar contra o presidente do PSDB, senador Teotônio Vilela (AL), e o vice-líder do partido no Senado, Romero Jucá (RR). O senador Teotônio foi denunciado em reportagem do Correio Braziliense de ter utilizado em campanha eleitoral recursos da Fundação Teotônio Vilela, repassados pelo governo federal para treinamento de trabalhadores. Jucá foi denunciado por um adversário político em seu Estado por tráfico de influência na liberação de recursos da Eletronorte. Os relatores dos dois processos consideraram as denúncias infundadas.
A relatora do processo contra o senador Luiz Otávio (PA)
sem partido, denunciado por desvio de recursos para construção de balsas, senadora Heloísa Helena (PT-AL), não apresentou parecer preliminar e requereu diligências para investigar mais de perto a acusação . O relator do processo contra Luiz Estevão (PMDB-DF), senador Jefferson Péres (PDT-AM), não apresentou parecer preliminar porque Estevão ainda não foi notificado.