SHEPHERDSTOWN, EUA, 5 (AE-AP) - O presidente dos EUA, Bill Clinton, uniu o primeiro-ministro de Israel e o ministro das Relações Exteriores da Síria para o encontro de uma hora nas negociações de paz entre os dois países, ontem (4).
O porta-voz do Departamento de Estado norte-americano, James P. Rubin, chamou a sessão de ontem (4) de "uma discussão mais genérica" do que propriamente sobre os pontos a serem negociados.
Mas ele disse que Clinton, o primeiro-ministro israelense, Ehud Barak, e o ministro das Relações Exteriores sírio, Farouk al-Sharaa, tiveram "uma construtiva e produtiva discussão". Eles "reafirmararm o compromisso com o processo", disse Rubin, mas ele disse que Barak e al-Sharaa, aparentemente, ainda não apertaram as mãos.
Clinton esteve por meia-hora com Barak antes de al-Sharaa se juntar a ambos.
Rubin disse que as conversas deverão continuar pelo menos até o final da semana.
Cerca de 40 judeus ortodoxos protestaram em Nova York em oposição a uma retirada das Colinas do Golã. "O Golã é nossa segurança", disse o líder do protesto Levi Huebner.