São Paulo, 01 (AE) - A chuva antecipou a volta do paulistano à capital, resultando em trânsito intenso e inesperado. Por volta das 20 horas, levava-se quatro horas para subir a serra pela Rodovia dos Imigrantes. Quem saía de Itanhaém testava sua paciência em até 13 quilômetros de congestionamento.
O retorno ocorreu, segundo a Ecovias, concessionária do Sistema Anchieta-Imigrantes, principalmente por causa do mau-tempo. A Rodovia Piaçaguera, que liga o Guarujá a Imigrantes
estava repleta de pontos de alagamento. Para piorar, a visibilidade era quase zero, obrigando os motoristas a reduzir a velocidade.
O Departamento de Estradas e Rodagens (DER) e as Polícias Rodoviárias Estadual e Federal recomendam que se antecipe o retorno para o início da manhã. É esperado tráfego intenso a partir das 14 horas nas vias que dão acesso à capital.
Até as 15 horas, 328 mil veículos haviam descido pelo Sistema Anchieta-Imigrantes, que, a partir desse horário passou a registrar maior fluxo na subida, com 4.700 veículos/hora - índice próximo do limite, de 4.800 -, por causa da chuva no litoral.
Hoje, a subida será pelas três faixas da Imigrantes e a descida, por duas da Anchieta, mas o esquema pode ser alterado caso haja congestionamento. Na sexta não houve grande lentidão e hoje a descida levou em média uma hora a partir do meio-dia.
Nas Rodovias Mogi-Bertioga e Tamoios, opção à Anchieta-Imigrantes, o fluxo foi tranquilo. A operação subida começa amanhã (02) a partir das 14 horas na Mogi e das 15 na Tamoios.