Pequim, 20 (AE-AP) - As autoridades chinesas executaram 17 pessoas, entre elas quatro homens condenados por queimar vivos um companheiro de trabalho, a esposa, um filho de oito anos e a filha de quatro meses, informaram hoje (20) os veículos de comunicação locais.
Por ordem do Alto Tribunal da província de Henan, na China central, os quatro homens foram executados hoje, informou a publicação China Womens News.