Brasília, 01 (AE) - A Secretaria de Saúde do Distrito Federal confirmou hoje mais um caso de febre amarela. Agora já são nove as pessoas que contraíram a doença, sendo que um deles - o estudante Allesson Neres, de 19 anos - foi a única vítima fatal. Ele morreu depois que foi infectado na Chapada dos Veadeiros (GO), onde passou o reveillon. A irmã de Allesson, Márcia, também contraiu a doença mas sobreviveu.
Segundo a diretora de Saúde Pública, Alice Mochel, a secretaria de Saúde ainda está investigando outros 14 casos suspeitos. Ela disse que o resultado dos exames laboratoriais que estão sendo realizados no Laboratório de Saúde Pública (Lacen), de Goiânia (GO), deve sair até o final desta semana. Mas, segundo ela, dados preliminares indicam que apenas dois dos casos suspeitos seriam de febre amarela. Alice Mochel disse que o restante dos casos seria dengue.
Entre os casos confirmados e suspeitos, Alice Mochel garante que nenhum deles é oriundo do DF. Segundo Mochel, as pessoas infectadas vieram de regiões endêmicas de Goiás, Tocantins e Mato Grosso. "Não há febre amarela em Brasília e nem há esse risco", assegura. Até hoje, a Secretraia de Saúde do DF tinha vacinado 938.100 pessoas desde que foram confirmados os primeiros casos.