Cerimônia será iniciada ante a Pietà11/Mar, 18:41 Por Assimina Vlahou, especial para a AE Roma, 11 (AE) - A Cerimônia do Dia do Perdão, na Basílica de São Pedro, terá início diante da Pietà - a estátua com a qual Michelangelo retratou Maria com o filho morto nos braços. Em quase 500 anos de existência, essa será a primeira vez que a escultura, colocada no lado direito da igreja, é envolvida numa cerimônia religiosa. Diante dela, o papa João Paulo II vai orar durante alguns minutos antes de se dirigir ao altar. A liturgia do Dia do Perdão, neste primeiro domingo do período da Quaresma, será marcada por uma profissão de fé. Nela, os principais pecados que a Igreja Católica e seus fiéis cometeram no passado serão agrupados em sete categorias, cabendo a cada um dos sete cardeais participantes enumerá-los. Culpa - Para cada culpa confessada, o papa fará uma oração, seguida do pedido de absolvição. Ao mesmo tempo serão acesas velas ao redor de um crucifixo que fica tradicionalmente na Igreja de São Marcelo al Corso, venerado há séculos pelos romanos por ter livrado a capital da peste. Ao final, o pontífice abraçará e beijará o crucifixo, repetindo o pedido de perdão. No encerramento da cerimônia, João Paulo II pedirá que a "purificação da memória" seja transformada, em todos os católicos, num compromisso de renovada fidelidade ao Evangelho.