Assine e navegue sem anúncios [+]

Casos de Covid obrigam 3 navios a ficarem em quarentena no Porto de Paranaguá


Reportagem local
Reportagem local

 

Casos de Covid obrigam 3 navios a ficarem em quarentena no Porto de Paranaguá
José Fernando Ogura/AEN
 


A Sesa (Secretária de Estado da Saúde), a administração dos Portos de Paranaguá e a Vigilância Epidemiológica de Paranaguá monitoram a situação de três navios que estão na Baía de Paranaguá com casos suspeitos e confirmados de Covid-19.


Dos 59 tripulantes das três embarcações, 39 tiveram exames confirmados para o novo coronavírus, sendo 37 assintomáticos e dois pacientes internados no Hospital Paranaguá. A tripulação permanece em isolamento dentro dos navios.

.Os exames positivos já estão em domínio da Vigilância Epidemiológica e serão enviados ao Lacen (Laboratório Central do Estado) para realização da genotipagem viral. A Sesa ressalta que a Vigilância Epidemiológica do Estado está atuante e todos os protocolos de segurança estão sendo tomados. 


As embarcações se encontram fundeadas para cumprimento de quarentena. O Navio MV Astakos (bandeira maltesa) estava atracado em um dos berços do píer do terminal privado, onde descarregava fertilizantes. A embarcação chegou no dia 25/07. Por determinação da Anvisa o navio desatracou no dia seguinte, dia 26, quando começou a cumprir a quarentena de 10 dias, ao largo.

Na última quinta-feira (29), outras duas embarcações registraram casos de COVID-19 e tiverem que desatracar. O navio Meghna Princess (Bangladesh), carregava soja no berço 213, desde o dia 27. Já o Redhead (Antígua e Barbuda) carregava açúcar no berço 201, desde o último dia 25.


A autoridade portuária esclarece que, no momento das atracações dos navios, não havia registro de nenhuma suspeita de Covid-19. O único navio que permaneceu um período atracado, após a notificação, para remoção de tripulantes, foi o Meghna Princess. Tão logo os doentes foram removidos, a embarcação foi para a área de fundeio.


Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo