Casos de Covid-19 ultrapassam 300 por dia no Paraná em 263 municípios

Em Londrina foram registrados novos 40 infectados e duas mortes, Sesa cogita intensificar medidas de isolamento

Pedro Moraes - Grupo Folha
Pedro Moraes - Grupo Folha

Pelo segundo dia seguido, o Paraná registrou mais de 300 novos casos de Covid-19, o que faz aumentar a preocupação das autoridades estaduais sobre o avanço da doença. Segundo dados da Sesa (Secretaria de Saúde do Paraná), divulgados nesta quarta-feira (3), foram registrados 331 novos doentes e seis óbitos causados pela infecção do coronavírus. Dos 399 municípios, 263 municípios já apresentaram pelo menos um caso e, em 75, ocorreu ao menos uma morte. O balanço oficial desde o início da contagem aponta que já foram registradas 5.494 pessoas que contraíram a doença, sendo que 205 acabaram morrendo. 

 

Já foram registradas 30 mortes por coronavírus em Londrina; a primeira ocorreu no dia 3 de abril
Já foram registradas 30 mortes por coronavírus em Londrina; a primeira ocorreu no dia 3 de abril | Isaac Fontana/Framephoto/Folhapress/Arquivo
 

“Já era esperado que a curva fosse ascendente, mas não sabemos se chegamos ao pico. É preciso aguardar os próximos dias para ter uma dimensão. Nos preocupa o aumento de óbitos e o inverno que se aproxima”, afirmou à FOLHA Maria Gorette Lopes, diretora de Atenção e Vigilância em Saúde da Sesa. 




Segundo a especialista, há uma preocupação entre os estudiosos em relação ao frio e a possibilidade do aumento de chuvas, visto que o vírus tem maior facilidade em se dissipar em meio à umidade. Os aumentos serão levados em consideração pela secretaria para avaliar possíveis novas decisões que obriguem a novos fechamentos em setores da economia para aumentar a taxa de isolamento social. “Tem um aumento de contágio por que houve uma flexibilização do isolamento. Antes mesmo de editarmos normas, os shoppings já estavam abertos. Se os casos continuarem crescendo, só há uma alternativa. O isolamento é a única forma de conter a doença, para qual não existe uma vacina ou remédio”, lembrou Lopes. 


Atualmente, o movimento observado pela Sesa é o da interiorização da virose que provocou a pandemia. O acumulado desde o dia 28 de maio é de 32%, quase um terço, do número total de confirmados desde os primeiros diagnósticos em março. O estado distribuiu 130 mil testes rápidos e aumentou a entrega de testes para fazer o PCR, principal exame para a doença, feito em laboratório. Segundo o boletim, nesta quarta-feira (3), havia 326 pacientes com o diagnóstico confirmado para Covid-19 em todo o Paraná, 240 estão em leitos do SUS (94 em UTI e 146 em enfermaria) e 86 em leitos da rede hospitalar privada (31 em UTI e 55 em enfermaria). 


LONDRINA 



Em Londrina, a doença também continua avançando. Nesta quarta-feira, foi registrada a morte de duas idosas, que já tinham comorbidades. Mesmo assim, a cidade teve a marca de 40 novos casos registrados em 24 horas. Com isso, o município chega a 492 infectados desde o início dos registros. Já foram registradas 30 mortes, a primeira ocorreu no dia 3 de abril. O boletim da cidade ainda apontou que 134 pacientes seguem em isolamento domiciliar, enquanto havia 33 internados e 294 recuperados da virose. Ainda permaneciam 258 pessoas que apresentam sintomas da doença e aguardam resultados de testes. 

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Tudo sobre:

Últimas notícias

Continue lendo