CONSCIENTIZAÇÃO E PREVENÇÃO -

Campanha Junho Paraná sem Drogas terá 'lives' durante todo o mês


Vitor Ogawa - Grupo Folha
Vitor Ogawa - Grupo Folha

A campanha Junho Paraná sem Drogas, que dedica o mês às ações de conscientização, prevenção e tratamento ao uso de substâncias químicas e drogas, inicia nesta segunda-feira (01/06). Neste ano, as atividades acontecerão de maneiras diferentes das edições anteriores devido à pandemia da Covid-19.


As ives abordarão temas como prevenção e repressão às drogas no Brasil, o uso de narguilé e do cigarro eletrônico, o impacto do consumo de bebidas alcoólicas durante a pandemia, a inteligência policial no combate ao narcotráfico.
As ives abordarão temas como prevenção e repressão às drogas no Brasil, o uso de narguilé e do cigarro eletrônico, o impacto do consumo de bebidas alcoólicas durante a pandemia, a inteligência policial no combate ao narcotráfico. | Sesp/AEN
 


A campanha é da Secretaria de Estado da Segurança Pública, por meio do Conselho Estadual de Políticas Públicas sobre drogas do Paraná (Conesd), com o Núcleo Estadual de Política Sobre Drogas.




Durante o mês, 21 lives abordarão temas como prevenção e repressão às drogas no Brasil, o uso de narguilé e do cigarro eletrônico, o impacto do consumo de bebidas alcoólicas durante a pandemia, a inteligência policial no combate ao narcotráfico, entre muitos outros.  Os assuntos serão debatidos entre especialistas de políticas sobre droga, com transmissão pelas redes sociais do Conesd.   


“Diariamente, trabalhamos no combate ao tráfico de drogas, um mal que assola principalmente nossos jovens. Concomitante a isso, temos setores da Segurança Pública, como o Conesd e projetos das polícias, que atuam na prevenção do uso e propagação das drogas em nosso estado”, destacou o secretário da Segurança Pública do Paraná, Romulo Marinho Soares.


De acordo com o delegado e presidente do Conselho Estadual de Políticas Públicas sobre Drogas do Paraná, Renato Figueiroa, o foco do Junho Paraná sem Drogas neste ano será o fortalecimento das redes familiares e comunitárias, em debates online com especialistas no assunto.


“Nossa responsabilidade se multiplica, uma vez que o isolamento social imposto agrava ainda mais a situação dos dependentes químicos, os quais sofrem com a ansiedade, a angústia e a depressão”, explicou Figueiroa.


Ele convida os paranaenses a assistir às lives que serão transmitidas pelas páginas oficiais do Conesd nas redes sociais: Facebook  (http://www.facebook.com/nepsdpr) e Instagram (http://@nepsdpr_oficial).


CONESD

Além das polícias Militar e Civil e do Departamento Penitenciário do Paraná, também compõem o Conselho Estadual de Políticas Públicas (Conesd) a secretaria estadual da Educação e do Esporte, a Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho, a secretaria estadual da Saúde, Ministério Público e o Núcleo Estadual de Políticas sobre Drogas.


Também fazem parte do Conesd a Associação Comercial do Paraná (ACP); Federação Paranaense de Comunidades Terapêuticas Associadas; Conselho Regional de Psicologia; Conselho Regional de Serviço Social;  Fiep (Federação das Indústrias do Estado do Paraná); Federação Paranaense de Comunidades Terapêuticas; Ordem dos Advogados do Brasil e Universidade Federal do Paraná.


Programação do Junho Paraná sem Drogas 


01/06: 19h00 - Ações de prevenção e repressão às drogas  no Brasil

03/06: 19h00 - Narquilé e cigarro eletrônico

04/06: 19h00 - Ansiedade e depressão em tempos de isolamento

08/06: 19h00 - Internamento voluntário, involuntário e compulsório

09/06: 19h00 - Impacto de consumo de bebidas alcoólicas em tempos de pandemia

15/06: 19h00 - Drogas e isolamento no sistema penitenciário em época de pandemia

17/06: 19h00 - Maconha: mitos e fatos

18/06: 19h00 - Serviço social no combate ao preconceito o estigma do uso de drogas

22/06: 15h00 - Codependência

22/06: 19h00 - Violência doméstica associada  ao aumento do consumo de álcool  em época de isolamento social

23/06: 15h00 - A importância  dos conselhos municipais de drogas

23/06: 19h00 - A importância das comunidades terapêuticas como atividade essencial durante o período de combate à Covid-19

24/06: 15h00 - A interfaces  da vulnerabilidade social, drogas e crimes

24/06: 19h00 - Dependência tecnológica

25/06: 15h00 - Exames toxicológicos

25/06: 19h00 - A inteligência policial no combate ao narcotráfico

26/06: 15h00 - Prevenção do uso de drogas em época de isolamento social

26/06: 19h00 - A educação como prevenção ao uso de álcool, tabaco e outras drogas

29/06: 15h00 - Sustentabilidade das comunidades terapêuticas durante e pós-pandemia

29/06: 19h00 - RAPS: A regulamentação do fluxo de atendimento



30/06: 19h00 - Ações de prevenção e repressão as drogas desenvolvidas pela Polícia Militar e Divisão de Narcóticos


Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo