Brasília, 03 (AE)- O número de acidentes nas rodovias federais do País caiu 10,33%, o de feridos 14,88% e o de mortes 2,91% no feriado de ano-novo, em comparação com o mesmo período do ano passado, informou hoje a Polícia Rodoviária Federal. Foram 1.840 acidentes neste ano diante de 2.052 na virada de 98 para 99; o número de feridos caiu de 1.339 para 1.140 e o de mortes de 103 para 100.
Levantamento parcial de 1999 nos 55 mil quilômetros de rodovias federais também aponta queda no número de mortos e de acidentes nas rodovias federais em 1999. Segundo a pesquisa - os dados de dezembro foram coletados por telefone e dependem de fax para confirmação -, foram 105.557 acidentes em 1999, uma queda de 4,1% em relação a 1998. Morreram nas estradas no ano passado 5.885 pessoas, queda de 6% em comparação com 1998. Ficaram feridas 55.005 pessoas, número 0,65% maior do que em 1998.
Multas - O número de multas em 99, mesmo antes do fechamento de dezembro, já supera o de 98. Até novembro de 99 foram registradas 1.700 mil multas, 36% a mais do que todo o ano de 98. As estatísticas negativas apresentaram queda nos últimos dois anos, com a implantação do Código Brasileiro de Trânsito. Em 1998 a redução no número de acidentes foi de 4%, de feridos (9%), e de mortos (13%) em comparação com 1997.
Consciência - - A Polícia Rodoviária Federal colocou 2.500 homens trabalhando nas rodovias federais na semana. Foram ainda utilizadas 1.500 viaturas para patrulhamento nas saídas de cidades e nos chamados pontos críticos das rodovias.A avaliação que se faz na cúpula da Polícia Rodoviária Federal é de que o brasileiro está cada vez mais consciente na hora de dirigir, respeitando mais as leis de trânsito.
Em 1999, havia um temor dentro do governo federal sobre suposto aumento no número de acidentes, mortos e feridos nas estradas, a partir de decisões de governos Estaduais perdoando multas de trânsito. As autoridades rodoviárias acreditam que a queda das estatísticas negativas poderia ter sido ainda maior se isto não tivesso ocorrido.